São Paulo, SP - Brasil    |    contato@jupra.com.br    |    

Entrelaçados

No infinito de cores
Curvas sinuosas
Pele macia como seda
Enxerguei você
Preto no branco
Simples como o corpo humano
O silêncio é suficiente para guiar
como música
Aos prazeres de cada centímetro
Respira
Deixa crescer a dança entre nossos
Dois corpos
Respira
Deixa o torpor surgir
Te apresentar delícias e descobrir
Juntos
A efervescência de
Dois corpos
Preto no branco
Nenhuma cor basta
Nenhum som é alto o suficiente
.Respira.
Fecha os olhos, sinta a dança
Siga pelas brechas
Do corpo macio como seda
E respire.

Fernanda Goto